Componentes técnicos de sinalização com qualidade comprovada

Alta confiabilidade garante qualidade: A Frauscher produz sensores indutivos, sistemas de detecção de rodas e contadores de eixo que cumprem com os requisitos e utiliza especialistas internos para testar as peças.

O tema segurança é a maior prioridade da indústria ferroviária. Isso resulta em altos requisitos de qualidade para o desenvolvimento e produção de componentes técnicos de sinalização: Todos os componentes utilizados devem ser testados em detalhes e sua origem e seu histórico devem ser confiáveis e transparentes. Em 2018, a Frauscher produziu mais de 24.800 sensores e aproximadamente 68.000 placas. A própria empresa desenvolve o equipamento de teste necessário em conjunto com seu próprio banco de dados.

Tarefas versáteis, requisitos rigorosos

As ferramentas do setor existem desde 2013. Atualmente, a equipe possui sete especialistas. Todos têm uma formação baseada na área de eletrônica. Diferentes tarefas, como o desenvolvimento de hardwares e também a programação de softwares específicos, são realizadas diretamente pela equipe de ferramentas. A pergunta central que é feita é: como as placas e os sensores no processo de fabricação podem ser testados de forma eficiente e segura? Ao trabalhar com um equipamento de teste apropriado, é sempre necessário considerar as normas e padrões aplicáveis para o desenvolvimento e a produção. Além disso, o processo de teste e os resultados devem ser registrados em um banco de dados. "Isso gera transparência", esclarece Mario Haselböck, Gerente do departamento.

Todos os processos de teste são armazenados em um banco de dados específico.

Ele está na Frauscher desde 2010 e acompanhou a mudança de seu departamento com o crescimento da empresa. "No decorrer dos anos, foram desenvolvidas diferentes soluções, incluindo um banco de dados completo de ferramentas de teste. Tudo está registrado nesse local, como os testes dos componentes e as ferramentas de teste utilizadas. Nós podemos acompanhar exatamente qual componente foi testado com qual dispositivo. Como nossos produtos são projetados para usos de longo prazo, isso é muito importante."

O caminho automatizado para a digitalização

Como parte da digitalização, o departamento está preocupado principalmente com a otimização de processos. "Claro que a automatização de diferentes aspectos é apenas um primeiro passo nessa direção", esclarece Haselböck, mas é muito importante, como ele diz: "Muitos processos de teste são compostos por inúmeras etapas individuais, que devem ser reproduzidas de forma exata. Apenas a placa AEB, utilizada pelo Frauscher Advanced Counter FAdC, realiza 50 medições individuais. Além disso, são realizados outros testes, como na célula de teste de temperatura. Todos os resultados são registrados em nosso banco de dados. Claramente, as etapas manuais possuiriam inúmeros erros. Por isso, utilizamos muito know-how para identificar possíveis automações. Nós também temos ideias para automatizar ainda mais as etapas de trabalho na produção. Se necessário, nós também as implementamos, como a utilização de um COBOT", Haselböck esclarece as tarefas de seu departamento.

A implementação do COBOT na produção de sensores pela Frauscher também é acompanhada pelas ferramentas do departamento.

Boa conexão para grandes projetos

Nesse contexto, "conexão" é uma palavra-chave, como diz Haselböck: "Isso é verdade de diversas maneiras. Por um lado, nós estamos muito conectados internamente. Nós trabalhamos muito próximos de outros departamentos. As construções nos apoiam ao criar dispositivos mecânicos. O departamento de TI garante que nossos servidores estejam sempre online e que nossos bancos de dados de teste estejam sempre acessíveis. Que, por sua vez, também se comunicam com diferentes dispositivos e sistemas de medição. Como um banco de dados altamente qualitativo, ele possibilita a extração de conjuntos de dados com valores informativos extremamente altos. Além disso, temos uma colaboração muito próxima com nossa instalação da Índia. Por um lado, nós fornecemos equipamentos de teste da Áustria para a produção local. E, de outro, eles desenvolvem seus próprios dispositivos para produtos específicos do mercado. Então, podemos assegurar que a alta qualidade característica de nossa marca está presente em diferentes locais de produção."

Os equipamentos de teste consistentes garantem a alta qualidade de todos os produtos da Frauscher.

O passageiro se transformou em um condutor?

Ao ser perguntado se a própria construção dos equipamentos de teste no local não seria uma forma de se testar e se avaliar, Haselböck sorri: "Isso não é tão simples. As especificações para cada equipamento de teste são determinadas já no desenvolvimento. As peças de circuitos e de construção também são definidas no começo. Para isso, existem requisitos de teste padronizados, que nós seguimos rigorosamente. Apenas dessa forma nós podemos garantir que o nosso equipamento de teste irá realizar os testes de forma adequada. E, assim, garantir que os produtos que nós enviamos funcionam. Na área de hardware, isso é muito importante. No entanto, para validar a funcionalidade de um software durante seu desenvolvimento, é necessário testar especificamente cada montagem."

Mario Haselböck está na Frauscher desde 2010, e gerencia o departamento de Tools.

Ele esclarece qual é a grande vantagem de se construir internamente os equipamentos de teste: "Flexibilidade. Muitos de nossos produtos são muito especiais. Os equipamentos de teste comprados reduziriam todo o processo de produção e desenvolvimento. Além disso, nós podemos reagir individualmente às adaptações. Quando os produtos são adaptados para mercados específicos, nós podemos adaptar rapidamente os equipamentos e fluxos de teste correspondentes, para considerar inovações."

Melanie Kleinpötzl

Melanie Kleinpötzl

26.03.2019

Tecnologias | Pessoas

1036 palavras

Tempo de leitura: 7 minutos

Componentes técnicos de sinalização com qualidade comprovada Componentes técnicos de sinalização com qualidade comprovada Componentes técnicos de sinalização com qualidade comprovada Componentes técnicos de sinalização com qualidade comprovada

Artigos relacionados

iCobot: assistente técnico para produção de sensores

Tecnologias

iCobot: assistente técnico para produção de sensores

Mario Haselböck | 20.02.2019 | 891 palavras | Tempo de leitura: 6 minutos

Robôs que trabalham com humanos interativamente. Controlados por sensores e com seu próprio rosto? Parece coisa do futuro, mas está acontecendo: por exemplo, na produção de sensores da Frauscher em St. Marienkirchen, próximo a Schärding.

Leia mais